Construir ou reformar uma empresa exige planejamento, principalmente o financeiro, seja qual for o setor de atuação, afinal, reduzir custos em obras é uma das principais preocupações, especialmente quando o cenário é de instabilidade econômica.
Um orçamento que atenda às necessidades do projeto é fundamental para chegar ao fim do trabalho sem dores de cabeça. Entretanto, é preciso pensar muito bem antes de cortar custos, pois fazer isso de forma indiscriminada e sem planejamento pode surtir um efeito contrário e gerar prejuízos.
Portanto, é fundamental economizar de forma inteligente, utilizando materiais adequados e mão de obra especializada, a fim de garantir vantagens para o bolso e, claro, para a obra também.
Então, se você está pensando em construir, ampliar ou reformar sua empresa, veja neste texto como fazer uma obra mais enxuta, diminuindo custos e utilizando os recursos financeiros de maneira mais assertiva.

Principais vilões da obra enxuta

Você sabia que a construção civil nacional tem, em média, perda de 5%? Neste percentual, ainda falta incluir o mercado informal, responsável por mais da metade das construções.
A questão é que, aparentemente, 5% pode até parecer pouco, mas se for analisado o custo total de uma obra, é possível ver que o impacto financeiro é grande o suficiente para que seja necessário discutir maneiras de tornar um projeto mais econômico. Afinal, obras sempre envolvem muito dinheiro.

Como fazer então para ter uma obra econômica e eficiente?

Garantir que o bolso não tenha surpresas durante a obra é uma missão que, acima de qualquer coisa, exige planejamento. Uma análise minuciosa sobre todas as atividades do projeto precisa ser feita, ponderando os recursos que devem ser direcionados para a realização de cada etapa e a eventual necessidade de redirecionamentos, seja para a otimização ou redução de gastos.
Por isso, separamos algumas dicas para realizar a tão sonhada construção, ampliação ou reforma da empresa com economia, segurança e qualidade.

Dicas para uma obra enxuta e eficiente

1 – Planejamento detalhado
O primeiro passo para qualquer projeto é fazer o planejamento. Na construção civil, os custos estão relacionados ao tamanho da obra. Mais metros quadrados significam mais gastos. Ou seja, é preciso ter em mente qual quantia poderá ser gasta antes de projetar. Assim, fica mais fácil decidir a dimensão do trabalho.
Até porque é muito frustrante planejar um sobrado e saber que as condições reais permitem apenas a construção uma casa térrea, não é mesmo?! Por isso, o sonho da obra enxuta começa desde o projeto.

2 – Orçamento completo
Um planejamento financeiro é imprescindível para qualquer obra. Uma planilha ou cronograma de gerenciamento, com um orçamento completo e que registre a ordem de execução dos serviços, duração e custo de cada fase da obra, evitando gastos com mão-de-obra ou materiais desnecessários no momento, faz toda a diferença.
Nessa etapa é possível ter a noção real do quanto será gasto, sendo possível reduzir os custos ou optar por diferentes insumos. Mesmo que os materiais de acabamento não tenham sido escolhidos e fiquem só para o final, é importante que eles estejam detalhados na planilha.
O resultado disso é um melhor andamento do projeto e uma significativa economia.

3 – Mão de obra qualificada
Muitas pessoas acham desnecessário contratar um arquiteto ou engenheiro. No entanto, é fundamental ter em mente o dado que vimos anteriormente. A média nacional de desperdício na construção civil é de 5% do total da obra.
Contratar um profissional qualificado significa investir um percentual bem menor que isso e ainda ter a confiança de que o projeto estará nas mãos de alguém capacitado para evitar o uso desnecessário de recursos e buscar maior economia ao longo do processo. Dessa forma, as chances de ter uma obra enxuta são muito maiores.
Além disso, esses profissionais podem assessorar na escolha de uma equipe confiável, supervisionar cada etapa do projeto e indicar as melhores opções de materiais disponíveis no mercado, a fim de garantir qualidade e evitar dores de cabeça e custos extras.

4 – Evite atrasos
Sabe aquela famosa expressão “Tempo é dinheiro”? Em uma obra é exatamente assim que funciona. Planejar de um jeito e durante a execução mudar de ideia, ou até mesmo resolver pensar em alguns detalhes depois que o processo já começou… Tudo isso gera atraso e pode custar caro no final.
Portanto, é importante evitar alterações no projeto depois que a obra já foi iniciada, já que isso ocasiona gastos desnecessários que não estavam previstos no orçamento.
É fundamental ter em mente que seguir o planejamento é a melhor forma de garantir que a obra seja entregue no prazo e que os gastos para a sua conclusão sejam os menores possíveis.

5 – Compre somente os materiais necessários
Na construção civil é fundamental que a aquisição de materiais seja feita aos poucos, seguindo a demanda e as necessidades da obra. Dessa forma, eventuais modificações no projeto não resultarão em desperdícios e gastos desnecessários.
Além disso, o armazenamento de itens e insumo em demasia pode aumentar as perdas e exigir que novas compras sejam feitas.
Uma dica é trabalhar com fornecedores que atuem nas proximidades da construção. Assim, é possível solicitar os itens somente quando necessários, reduzindo as perdas e, consequentemente, possibilitando a economia na obra.

6 – Cuidado na escolha dos acabamentos
É nessa parte da obra que muita gente se perde. Nem sempre o mais caro é o melhor e mais bonito. Nessa fase, vale a pena usar e abusar do bom gosto para encontrar o acabamento que caiba no orçamento inicial e que trará o resultado esperado.
É justamente nessa fase de acabamentos que muitas pessoas estouram o orçamento. Nas lojas é possível encontrar diversas opções e com preços variados também. Por isso, é preciso pesquisar bastante.

7 – Dê preferência a materiais econômicos e de qualidade
Sabe o negócio de planejar, pesquisar e usar e abusar do bom gosto? Isso também é bem importante nessa dica. Acredite, existem, sim, materiais que não são tão caros e mesmo assim possuem boa qualidade.
Comprar materiais realizando pesquisas para obter o menor custo de fornecedores é fundamental para se certificar do melhor preço e, consequentemente, economizar.
Além disso, utilizar materiais adequados de acordo com o que está sendo solicitado no projeto também é uma maneira de economizar, pois isso gera uma diminuição de processos, ganhos de produtividade e de qualidade, trazendo economia a curto, médio e longo prazo.
Investir em materiais levando em consideração o melhor custo-benefício é fundamental quando se pensa em otimizar o uso dos recursos financeiros e reduzir custos.

8 – Utilize materiais com consciência
O uso demasiado de materiais na construção civil pode elevar consideravelmente os custos de uma obra. Portanto, é fundamental prestar bastante atenção em relação ao emprego dos materiais e evitar compras que não sejam realmente necessárias.
Deve-se trabalhar de modo consciente, utilizando somente as quantidades certas e os itens que são demandados para cada tarefa. Além de economizar, isso ajuda a manter a obra sustentável.

Obra comercial e industrial em Mogi das Cruzes
Para evitar qualquer preocupação e conseguir ter uma construção, ampliação ou reforma econômica e de qualidade, a melhor maneira é contratar uma empresa especialista em obras comerciais e industriais como nós, da Adhkon Construtora.
Nossa equipe é formada por profissionais experientes e aptos para antecipar e resolver todas as circunstâncias que envolvem uma obra, apresentando soluções inteligentes e viáveis.
Atuamos em todas as etapas do projeto e prezamos pela comunicação clara e objetiva, garantindo que você acompanhe todas as ações executadas para que tenha certeza de que tudo ficará exatamente como planejado e dentro do prazo combinado.
Entenda melhor como nós trabalhamos. Entre em contato conosco clicando aqui, ligue para (11) 4725-9850, (11) 4726-5188 ou envie um e-mail para atendimento@adhkon.com.br.